Como não esquecer : Cavalo de Fogo

Um dos desenhos mais amados dos anos 80 e 90 é o Cavalo de Fogo que conta a história de Sara, uma menina que descobre ser guardiã de um amuleto mágico, capaz de fazer contato com um poderoso cavalo que salvou sua vida das garras da malvada Diabolyn quando era criança.  Mas vocês sabiam que o desenho só teve 13 episódios? Isto significa que nós assistimos mais reprises do que histórias inéditas.  O titulo original do desenho é WildFire que significa fogo selvagem e foi produzido pela Hanna – Barbera.

O publico alvo da animação era somente para meninas mas no Brasil ele foi bem aceito por todos os gêneros. A primeira vez que Cavalo de Fogo foi exibido na tv foi no ano de 1986 nos Estados Unidos. No Brasil ele foi exibido pelo SBT durante vários anos. O dublador do cavalo de fogo foi Luiz Feier Mota e a voz da Sara foi dublado por Miriam Fishir e dela também a voz que canta a abertura do desenho.

O primeiro episódio intitulado  “A Única Futura Rainha” mostra a vilã Diabolyn  com um vestido de ouro produzido com o casulo dos bebês sequestrados.

 

 

No episódio “Um Encontro no Passado”,  Sarah cai em um portal do tempo em que vê o encontro entre seus pais, a Rainha Sarana e o Príncipe Kevin. O episódio mostra como ela conheceu o Cavalo de Fogo, como os Goons foram transformados em criaturas bizarras e a maldição que Diabolyn lançou sobre a família. Quando Sara volta, descobre que seu pai adotivo John Cavanough é, na verdade, seu pai verdadeiro, o príncipe, que foi para a Terra tentar se livrar da maldição de Diabolyn.

No episódio final “O Rei dos Cavalos”, cavalo de fogo se torna rei do santuário mas abdica do trono para ficar em Dar – shan.

 

E se você ficou curioso para saber como é a abertura original aqui está ela:

A volta do MacGyver

Quem nasceu e cresceu nos anos 80 deve se lembrar do agente secreto que usava invenções mirabolantes feitas de clipes de papel ou chicletes.  Angus “Mac” MacGyver que nos anos 80 foi interpretado por Richard Dean Anderson agora é feito por Lucas Til. Nos Estados Unidos a série já está na segunda temporada!

Richard Dean Anderson – MacGyver anos 80

Lucas Til – O novo MacGyver

Abertura da Série Profissão Perigo – MacGyver (anos 80)

 Trailer da Série MacGyver

Os Dias Eram Assim – Final

Ontem foi ao ar o último episódio da série Os Dias Eram Assim que contava a história de amor de Renato e Alice. O último capitulo teve momentos lindos e emocionantes como o casamento de Nanda e Caíque na praia, a morte de Nanda e o adeus emocionante, o lançamento da ONG e a homenagem a todas as pessoas que já morreram de AIDS, a morte de Vitor e a loucura de Cora, o retorno de Gustavo e Rimena e a bonita reunião das famílias, e o grande final com Renato e Alice já velhos celebrando o amor e lembrando de como tudo começou. Mas com tantas cenas lindas o que mais me emocionou foi a maravilhosa passagem de tempo mostrando tudo o que já vivemos em nosso país como protestos para salvar a amazônia, a visita da querida princesa Diana, as vitórias de Ayrton Senna, o Brasil virando tetra na copa de 94, Michael Jackson, confrontos e protestos. Também foram mostrados eventos ao redor do mundo como a queda do muro de Berlim,  a morte da princesa Diana, evolução da tecnologia, queda das torres gêmeas e tsunamis. Tudo isso ao som de Legião Urbana cantando Índios. Na minha opinião essa foi uma das melhores produções que já assisti da Rede Globo!

Casamento na praia – Nanda e Caíque

Rimena e Gustavo comemoram retorno ao Brasil ao lado da família

Amor de Renato e Alice em tempos modernos

Alice e Renato envelhecem juntos

Renato e Alice terminaram unidos, cheio de amor em 2017 assim quando se conheceram em 1970.