Turma da Mônica – Laços

Os fãs e leitores da Turma da Mônica tiveram uma alegre notícia esta semana, trata-se do anúncio do filme Laços baseado no quadrinho Laços por Vitor e Lu Cafaggi. A história narra as aventuras de Mônica, Cebolinha, Cascão e Magali que saem em busca do cãozinho de Cebolinha que havia fugido no Bairro do Limoeiro. O diretor do filme,  Daniel Rezende divulgou em seu instagram as primeiras imagens do filme .

Filme Laços - Turma da Mônica

Fonte: Instagram/Daniel Rezende

Na foto o elenco mirim com Kevin Vechiatto (Cebolinha), Gabriel Moreira (Cascão), Giulia Barreto (Mônica) e Laura Raseo (Magali). No elenco adulto teremos Mônica Iozzi como Dona Lourdinha,  Paulo Vilhena como Seu Cebola e Ravel Cabral como o homem do saco além da participação especial  de Maurício de Sousa, criador dos personagens.

Filme Laços - Turma da Mônica

Fonte: Instagram/Daniel Rezende

As filmagens seguem até o final de Julho. Detalhe para o quadrinho original na claquete!

Em busca do amor verdadeiro ou o par perfeito

Recentemente assisti o filme “A bela e o mala” que narra a história de uma escritora que sonha em encontrar o homem perfeito. Sua busca é baseada numa lista de coisas que o cara deveria ter ou fazer como por exemplo viajar para lugares exóticos, ter senso de moda, mesmo gosto de comida, ter sotaque e etc. Contratada por uma grande revista de moda, ela se aventura num grande escritório cheio de homens de todos os tipos e lá ela conhece seu grande amor que não tinha nada haver com a lista de homem perfeito.

A bela e o mala - filme

Isso me fez refletir em quantas vezes em nossas vidas perdemos a oportunidade de encontrar o amor por estarmos presos em uma lista idiota com coisas fúteis.  Muitas vezes sonhamos em encontrar alguém parecido com um galã de novela ou mesmo com aquele ator bonitão do cinema e viver uma aventura romântica, mas eu preciso te dizer uma coisa, homens perfeitos não existem! Homem perfeito não existe porque ninguém é perfeito. Seu par perfeito pode não saber se vestir elegantemente, pode não saber tocar algum instrumento musical, pode não gostar das mesmas coisas que você, mas ele pode ser um cara legal que vai te tratar da maneira que você merece. Ele pode estar perto de você no curso que você frequenta, na sua igreja, no seu trabalho ou até mesmo em outra cidade, estado ou país. Ele pode ter passado por você e você nem percebeu.

A bela e o mala - filme

Gosto muito da parte em que a personagem finalmente compreende que ela esteve errada o tempo todo presa numa fantasia sonhando com um tipo de pessoa que não existe e o amor perfeito. Eu ainda não encontrei meu homem perfeito ou amor verdadeiro mas espero em Deus e se você ainda não encontrou o seu par não se desespere porque quando isto acontecer será maravilhoso! 

A bela e o mala - filme

 

 

Dirty Dancing – O Remake

Recente foi exibido na TV americana ABC o remake do clássico Dirty Dancing em comemoração aos 30 anos. Como Dirty Dancing é meu filme favorito resolvi falar um pouco do que achei desta nova versão, então vamos lá?

Na foto o casal da versão original e o da versão atual para a TV

O atual teve o casal protagonizado por Abigail Breslin (de “Pequena Miss Sunshine”) e Colt Prattes. Infelizmente o filme teve baixa audiência e recebeu muitas criticas boas e ruins. Os atores também cantaram algumas canções clássicas como “Hey Baby”, “Love Is Strange” e o tema do filme “I’ve Had The Time Of My Life”.

Abigail Breslin e Colt Prattes

A cena da dança na água também foi modificada e ao invés de Johnny erguer Baby ela salta do deck para os braços dele.

O salto no lago

A irmã de Baby dá umas voltas com o chato do Robbie mas ela se envolve de verdade com um dos músicos da banda do hotel. O rapaz a ensina a tocar ukulelê. O relacionamento de Baby e sua irmã Lisa também é mais legal do que na versão original.

A irmã de Baby encontra um novo amor ( shipando esse casal em 3,2,1)

O remake também mostra o conturbado casamento dos pais de Baby que quase se separam e a personagem Vivian é divorciada.

Os pais de Baby tem um final feliz

Uma coisa muito legal é que o filme aborda questões sociais como movimento feminista, independência da mulher e também questões raciais.

O final do filme desagradou o publico, pois foi bem diferente do original.  Infelizmente o casal não termina junto mas mostra que eles continuam como amigos cada um vivendo a sua vida. Johnny é um grande bailarino da Broadway e Baby é casada e tem uma filha.

O famoso salto na cena final e Baby mais madura

A trilha sonora do filme é composta por músicas do original totalmente repaginadas: She’s Like The Wind por Calum Scot, (I’ve Had) The Time Of My Life por Abigail Breslin e Colt Prattes, Love Is Strange por Abigail Breslin e Colt Prattes, Love Man por J. Quinton Johnson, Cry To Me por Seal, Do You Love Me por Colt Prattes, Nicole Scherzinger, J. Quinton Johnson, Big Girls Don’t Cry por Karmin, Hungry Eyes por Greyson Chance e Be My Baby por Bea Miller.

O que vocês acharam dessa nova versão? Estão ansiosas por ver nas telinhas brasileiras?