Ted Spencer e os testemunhos

Já fazia algum tempo que eu queria fazer um post sobre o personagem Ted da série Cris,mas recentemente li uma questão levantada no grupo “Tesouros Peculiares” que me fez abrir a mente melhor e hoje irei falar e mostrar um pouco sobre este personagem especial e  tão querido para as leitoras da série.

Muitas meninas tem exagerado e até mesmo quase que idolatrado este personagem colocando ele no patamar de Deus grego. Afinal um cara bonitão com cabelos loiros e olhos azul – prateados, surfista e super cristão; ele parece ser o cara perfeito e o namorado que toda garota gostaria de ter. Mas será que ele é perfeito mesmo? Será que ele é um garoto cristão de nascença? Vamos conhecê-lo um pouco melhor.

Ted Spencer ou Ted para os íntimos é filho de pais separados. Sua mãe mora em Tallahasee e seu pai em Newport Beach. Como todo filho ou filha de casal separado ele se divide para conviver com ambos, durante o ano letivo ele mora com sua mãe e nas férias e feriados mora com o pai. Quando jovens os pais de Ted foram hippies. Ted é surfista e como todo surfista usa gírias da tribo para se comunicar e se expressar. Seus melhores amigos são Douglas, Trícia, Kimo um amigo de infância que se converteu após um acidente de surf  e Sam que também  era surfista e morreu de overdose por estar drogado e tentar surfar. Ted também já usou drogas como maconha, mas abandonou o vicio após se converter e aceitar a Jesus como seu salvador. Ao longo do tempo ele descobre sua grande vocação que é ser missionário e pregar o evangelho em terras distantes. Ele também gosta de conversar sobre assuntos bíblicos e dar conselhos.

O que mais me chama a atenção na história de Ted é que mesmo depois dele ter se tornado cristão, ele não abandonou seus amigos e tentou ajudar e mostrar para eles qual era o caminho certo. Ele também testemunhou para outras pessoas como a nossa personagem principal (Cris Miller) que se converteu através do bom exemplo de Ted e seus amigos (Douglas e Trícia). Cris também testemunhou para as suas amigas Paula, Katie e Alissa que mais tarde descobre estar grávida. Alissa era uma garota fútil que na verdade vivia de fachada, ela era totalmente infeliz e já havia tentado se matar, pois seu pai havia morrido de câncer pulmonar e sua mãe era uma alcoólatra. A mãe de Alissa é levada para uma clinica de recuperação e ela vai viver com a avó em Boston.  Quando Alissa descobre estar grávida a principio pensa em abortar o bebê, mas depois ao se lembrar de Cris e seus conselhos e testemunhos resolve buscar a Deus.  Ela começa a ler a bíblia e procura ajuda num centro de gravidez de risco, lá ela conhece outros cristãos e por intermédio deles vai à igreja. Ao final Alissa entrega o bebê para um casal cristão e aceita a Jesus como seu salvador.

Vocês podem estar se perguntando o que isso tem a ver com o Ted? A resposta é simples e clara; tem tudo a ver! Ted não era um cristão perfeito, ele não era um filho de pastor, não tinha cargo na igreja que ele frequentava. Ele era um garoto comum que gostava de surfar, se divertir com seus amigos e até mesmo de paquerar. Sua família também não era perfeita, seus pais não viviam juntos e ele era o único cristão na família. Por ser um rapaz bondoso e educado ele era muito querido por todos. Através de seu testemunho ele converteu muitas pessoas.

Muitas vezes as pessoas como nossa família, por exemplo, não entendem porque nós nos relacionamos com pessoas não cristãs e diferentes de nós. Mas Deus em sua infinita bondade nos permite que certas coisas aconteçam em nossas vidas para podermos ajudar e testemunhar para aqueles que ainda não conhecem a Deus. Tudo começou com um simples rapaz que também foi levado a cristo através de outros cristãos então ele abandonou o vicio e se tornou um novo ser. Queridos, o mundo está cheio de pessoas como Sam, Paula e Alissa. Elas estão perdidas e precisam de ajuda e orientação para encontrar o caminho certo que leva a salvação. Vamos deixar o orgulho e o preconceito de lado e fazer aquilo que Jesus ensinou. Já testemunhou para alguém hoje?

Conheça mais sobre este personagem lendo a Série Cris e Série Cris e Ted escrita por Robin Jones Gunn.

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Leia também:

Depois de você

Escrito por Jojo Moyes, “Depois de você” é a continuação da linda história de amor “Como eu era antes de você”.  Após a morte de Will, Lou Clark foi trabalhar num bar de um aeroporto. Lá ela passa o expediente observando outras pessoas voarem para novos lugares. Mas com tudo isso ela ainda se sente infeliz e deprimida e não consegue entender algumas questões como, por exemplo: Por que o apartamento dela não parecia um lar? Será que algum dia a família dela iria perdoá-la pelo que ela havia feito alguns nesses antes? e se ela iria conseguir superar a perda do amor da vida dela…

Lou sabia que ela precisava mudar e dar um novo rumo na sua vida. Conhecer novos amigos e quem sabe um novo amor e superar a perda de Will para seguir em frente, afinal ele havia dito na carta de despedida: “Não pense muito em mim…Apenas viva bem. Apenas viva.”

Então algo inesperado acontece e surgem em sua vida novos colegas, um novo possível amor, alguém com uma forte ligação com uma pessoa importante para ela e a proposta de um novo emprego. Será que ela irá conseguir conciliar tudo isso ao mesmo tempo? Lou conseguirá superar a perda de Will e seguir em frente e cumprir a promessa que fizera a ele?

Ao ler este livro pude perceber quão intensa é essa história e a grande lição que ela nos ensina. Quando alguém muito querido se vai é algo realmente muito triste e doloroso, mas nós temos que ter força e coragem para seguir em frente. Não se pode se apegar em alguém e esquecer todo o resto. Temos nossa vida, nossa família e demais amigos que nos amam e sempre estarão por perto para nos ajudar. Vivendo a vida um dia de cada vez com ajuda daqueles que realmente nos amam tudo fica mais fácil e melhor!

Salvar

Leia também:

Uma carta para o meu eu do passado

Querida Kelly, como vai você? Estou escrevendo esta carta diretamente do seu futuro, pois senti uma saudade imensa da criança que você foi e é. Ah! Como é bom ser criança. Ser adulto é tão chato! Nós temos que trabalhar, nos preocupar com tantas coisas ruins e sérias como pagar as contas e ainda por cima temos que aturar algumas pessoas chatas que se intrometem nos nossos assuntos. Aproveite ao máximo sua infância e adolescência, pois essa fase passa muito rápido e quando você perceber já estará adulta…

Brinque mas brinque muito de boneca, casinha, esconde-esconde, pega-pega enfim. Ser criança é a melhor coisa do mundo, pois você não tem que se preocupar com nada. Continue sendo essa garota esperta e nunca mude por nada e nem por ninguém. Seja forte e corajosa e não de importância para que os outros digam sobre você, quem te amar de verdade irá te aceitar do jeito que você é. No futuro você irá encontrar pessoas boas e pessoas ruins. Alguns irão te criticar e outros irão te apoiar, fique do lado daqueles que demonstram amor e carinho por você, pois elas são do bem!

Olhando suas fotografias eu vejo o quanto você é feliz… Conserve sempre este sorriso e a felicidade que existe dentro de você. Viva amando sempre!

Esse texto foi escrito ao som de Marcela Taís – Naquela Rua.

Salvar

Salvar

Salvar

Leia também: