Uma carta para o meu eu do passado

Querida Kelly, como vai você? Estou escrevendo esta carta diretamente do seu futuro, pois senti uma saudade imensa da criança que você foi e é. Ah! Como é bom ser criança. Ser adulto é tão chato! Nós temos que trabalhar, nos preocupar com tantas coisas ruins e sérias como pagar as contas e ainda por cima temos que aturar algumas pessoas chatas que se intrometem nos nossos assuntos. Aproveite ao máximo sua infância e adolescência, pois essa fase passa muito rápido e quando você perceber já estará adulta…

Brinque mas brinque muito de boneca, casinha, esconde-esconde, pega-pega enfim. Ser criança é a melhor coisa do mundo, pois você não tem que se preocupar com nada. Continue sendo essa garota esperta e nunca mude por nada e nem por ninguém. Seja forte e corajosa e não de importância para que os outros digam sobre você, quem te amar de verdade irá te aceitar do jeito que você é. No futuro você irá encontrar pessoas boas e pessoas ruins. Alguns irão te criticar e outros irão te apoiar, fique do lado daqueles que demonstram amor e carinho por você, pois elas são do bem!

Olhando suas fotografias eu vejo o quanto você é feliz… Conserve sempre este sorriso e a felicidade que existe dentro de você. Viva amando sempre!

Esse texto foi escrito ao som de Marcela Taís – Naquela Rua.

Salvar

Salvar

Salvar

Meus 35 anos

Hoje é um dia muito especial para mim, dia em que completo 35 anos de idade e é neste dia importante que resolvi me abrir um pouco para vocês. Sei que já escrevi vários textos nostálgicos sobre meu passado, mas hoje vai ser diferente será um texto mais profundo.

Meu nome é Rose Kelly Del Rey, mas minha família e amigos me chamam de Kelly, nasci na cidade de Barretos interior de São Paulo no dia 11 de Fevereiro de 1979.

Quando eu nasci meu pai compôs uma música para mim e gravou em uma fita K-7 que a temos guardada até hoje. Minha infância e adolescência foram vividas intensamente e recheadas de muita aventura e emoção; pois por meus pais serem professores estávamos sempre nos mudando de cidade e assim conheci 10 cidades!

Como meus pais não quiseram me matricular na escola da prefeitura eu não fiz a pré-escola e tudo o que aprendi antes de cursar a 1° série foi de assistir os programas infantis da TV Cultura, naquele tempo tinha muitos bons programas infantis na televisão como: Bambalalão, Catavento, A Turma do Balão Mágico, Xou da Xuxa, Bozo etc.

meus 35 anos

Como toda criança humilde meus brinquedos eram aqueles mais simples de marca desconhecida, mas também tive alguns bons que graças as minhas tias que me davam de presente e assim pude ter: Pula Macaco, Bem Me Quer e outros mais.

Por ter uma família musical a música sempre esteve presente em minha vida e cresci ouvindo: A Turma do Balão Mágico, Trem da Alegria, Os Abelhudos e tantos outros grupos infantis da época. Também gostava de ouvir grupinhos gospel como: Prisminha, Integração Jr e Cante Conosco.

Minha primeira televisão era uma preta e branco enorme de madeira e tinha uma porta de puxar que foi herdada do meu avô que ficou com dó na netinha que não tinha; e foi nela que vi meu príncipe encantado pela primeira vez aos seis anos de idade cantando We are the world.

Por viver me mudando de cidade tive o privilégio de conhecer e fazer muitas amizades, mas duas pessoas são especiais para mim, minhas melhores amigas que as considero como irmãs: Simone que conheci quando tinha 10 anos de idade, estávamos sempre juntas na escola e por nos vestirmos iguais sempre éramos questionadas pelas pessoas que perguntavam se éramos irmãs; Brenda que a conheci quando tinha 14 anos, apesar de sermos de idades diferentes nos damos muito bem e nos tornamos amigas por termos o mesmo gosto e a mesma paixão por Michael Jackson, quando não estávamos conversando sobre assuntos de meninas era sobre ele que falávamos e uma das coisas que mais gostávamos de fazer era inventar histórias com ele: hora éramos secretárias, namoradas, mas a que mais marcou foi de sermos suas filhas e então nós nos chamávamos de maninhas termo que usamos até hoje!

meus 35 anos

Como toda adolescente também tive minhas aventuras como, por exemplo, passar trote no telefone com a minha amiga Simone no amigo dela que hoje é seu cunhado, ir ao circo do Beto Carreiro sozinha com minha amiga Brenda só para ver o cover do Michael (se fiz isso pelo cover imagine se fosse pelo original!). Na minha festa de 15 anos esteve presente uma pessoa que hoje é famosa e me lembro dele com muito carinho e seu nome é Matheus!

Quando tinha 14 anos assisti Dirty Dancing pela primeira vez na casa da minha tia me apaixonei pela história e seus personagens e então ele se tornou meu filme favorito!

Quando eu completei 12 anos fui batizada na Igreja Adventista do 7° Dia e foi um dia muito especial para mim e minha família. Em 2011 comecei a ajudar na classe do Jardim da infância da minha igreja e me apaixonei por aqueles pequeninos!

No ano de 2001 me formei no magistério e no ano de 2010 me formei em marketing. Atualmente tenho 3 amores: Jullius um Cocker Spainel e dois gatos Tony e Nina.   Comecei a blogar no Memories em 2009 e através dele descobri minha paixão por escrever.

Bem, agora que vocês me conhecem um pouco mais podemos ser amigos?

Canal Nostalgia

Sabe aquele dia chato que não tem nada legal pra se fazer? A dica de hoje é canais legais no Youtube! Tem muitos canais legais de blogueiras e afins mas hoje vou falar sobre um bem bacana que gostei muito. O canal Nostalgia é um vlog bem divertido feito por Felipe Castanhari e Fabio Pereira que falam sobre coisas da infância de um jeito bem engraçado!

Os vídeos são tão bem feitos que até parecem de televisão! Escolhi alguns vídeos bem legais pra listar:

Coisas da infância 

Chaves

Chapolin

O Mundo de Beakman

Castelo Rá-Tim-Bum

TV CRUJ

Um Maluco no Pedaço

Eles também já falaram sobre : Pokémon, Dragon Ball, Cavaleiros do Zodíaco, Digimon, Mario Bros, Disney (desenhos), Internet (Orkut, Bate Papo UOL e ICQ), Power Rangers, Sai de Baixo e etc. Eu curti muito e já virei fã!